28 de fev de 2012

Insônia


Insônia

Excesso de vigília, incapacidade de começar a dormir ou de manter o sono. A insônia não é considerada doença, mas conseqüência de algum problema ou enfermidade mais grave.

O que é?
Há dois tipos comuns de insônia: as situacionais, que atingem pessoas que passam por dificuldades ocasionais, como seqüestro ou assalto; ou que sofrem de doenças psicofisiológicas mais graves, como depressão ou ansiedade. Também atormenta profissionais com atividades em turnos alternados e pilotos de avião que trabalham em vôos internacionais. Eles não conseguem criar uma rotina para o sono.

Sono

O fato de uma pessoa dormir muito tempo - 14 ou 16 horas por dia - não quer dizer que ela tenha um sono de qualidade. Apesar de um indivíduo ter comportamento diferente de outro, há um certo padrão fisiológico de sono. Recém-nascidos dormem cerca de 20 horas por dia. Jovens e adultos se satisfazem com a média de oito horas diárias de sono. Já os idosos necessitam apenas de cinco ou seis horas para descansar.

Proibições e conselhos para manter a higiene do sono

Bebidas

Alguns optam por beber enquanto o sono não vem. Péssima idéia. Além de o álcool fazer mal à saúde, o sono pode demorar cada vez mais para chegar (ou ser de má qualidade) na medida em que o insone fica empolgado sob o efeito da bebida e esquece de dormir.

Televisão

Os médicos aconselham aos insones que retirem a televisão do quarto. Se estiver passando algum programa interessante, será difícil conseguir começar a dormir ou continuar o sono interrompido. Também não é aconselhável ter videocassete no quarto. Para alguns a televisão é hipnótica.

Leite

Não é crendice popular! Os médicos confirmam que um copo de leite antes de dormir é bastante salutar para incentivar o sono. Além de fazer bem para a saúde, o leite evita que a pessoa durma de estômago vazio, o que atrapalha o sono. De preferência, morno.

Livro

Os livros interessantes, que prendem a atenção do leitor, devem ficar longe da cama do insone. Ele pode se empolgar e só dormir quando terminar a leitura. Os médicos aconselham, no caso de o sono ser interrompido, que o insone leia apenas livros que considere ''sem graça''.

Cigarro

Assim como o consumo de bebida alcoólica, o cigarro também deve ser esquecido durante a noite, pelo menos enquanto a pessoa estiver procurando dormir. Usar o cigarro como desculpa para continuar acordado só atrapalha o reestabelecimento do descanso.

Posição

Um conselho simples e eficaz: quando o insone acorda no meio da noite e não consegue recomeçar a dormir, deve tentar mudar de posição na cama. É uma forma de evitar a chamada ''posição da insônia'' - a postura habitual que o insone adota para tentar dormir.

Exercício

Uma ótima opção para os que têm dificuldades para começar a dormir é fazer exercícios ao entardecer. Quatro horas depois da malhação, a temperatura do corpo começa a baixar e isso provoca preguiça e sono. Exercitar-se tarde da noite pode atrapalhar ainda mais o insone, pois ele só conseguirá pegar no sono durante a madrugada.

Sedativos
Quando a insônia é provocada por problemas psicofisiológicos, os remédios para dormir chegam a ser perigosos. O uso do medicamento pode se tornar um vício e a insônia raramente é resolvida dessa forma. Apenas quando a insônia é situacional, o uso de medicamento é aconselhável. Sempre com acompanhamento médico.

 
Enfermeira/Professora: Ana Paula Moreira Campos


25 de fev de 2012

Bebida zero, pão light, sorvete diet... A quantidade desses alimentos disponíveis no mercado é grande, e na hora da compra é difícil saber diferenciá-los. Qual a melhor escolha para quem quer emagrecer? E para os diabéticos, qual o mais indicado? Esclareça agora essas e outras dúvidas!


Diet
Isento de determinado ingrediente em sua composição, o produto é desenvolvido para atender a consumidores com necessidades específicas. São pessoas que precisam de alimentos que eliminam ou substituem algum componente, como o açúcar (no caso dos diabéticos), o sal (para os hipertensos), o glúten (para os celíacos) ou a gordura (para quem tem colesterol alto). “É comum que o diet seja usado em dietas de emagrecimento, mas é preciso ficar atento, pois, às vezes, o valor energético desse item não é menor do que o da versão convencional. Há casos de produtos que não contêm açúcar, porém apresentam maior quantidade de gordura e, consequentemente, seu teor calórico é superior ao da receita original”, alerta a nutricionista Paula Fernandes Castilho.
Muitas vezes, também, os diet têm menor quantidade de açúcar, mas possuem muito sódio em sua composição. “Por isso, eles devem ser consumidos apenas quando houver necessidade”, avisa Paula. Para acertar na escolha, fique atento às informações do rótulo. Apenas a inscrição diet escrita na embalagem não é suficiente - a substância que foi retirada ou substituída na fórmula também deve estar especificada.

Light
É o produto com redução no valor calórico ou na quantidade de algum ingrediente da sua composição. “Não é preciso que ele tenha isenção total de certo componente, basta uma diminuição de, no mínimo, 25% de calorias ou de qualquer outro nutriente (por exemplo, açúcar ou gordura) em comparação à versão convencional”, explica a nutricionista. Ele é indicado para consumidores saudáveis, mas que buscam bem-estar, manutenção da saúde ou querem emagrecer.
É importante, no entanto, estar atento às informações do rótulo: o produto ao qual o light é comparado deve ser mencionado na embalagem. “E lembre-se de que o consumo exagerado de um alimento light pode resultar na ingestão de uma quantidade igual ou até superior de calorias, quando comparada ao consumo moderado de algo não light. Sendo assim, não exagere na dose!”, observa Paula.

Zero
A nomenclatura “zero” foi a última a integrar os termos empregados em embalagens de alimentos e indica que o produto apresenta restrição ou isenção de algum nutriente em comparação com a sua versão tradicional. “Se for isento de açúcares, ele pode ser consumido por diabéticos e por quem quer emagrecer”, afirma a nutricionista. É o caso de AdeS Zero, que possui o sabor de AdeS Original, mas não contém açúcar e apresenta em sua fórmula 27% calorias a menos do que sua versão regular. Por isso, seu consumo é indicado tanto para quem sofre de diabetes quanto para quem quer dar adeus aos quilos extras.

Enfermeira/Professora: Ana Paula Moreira Campos
Fonte: G1.com.br/ Revista Vital

Estudantes formam gota de sangue gigante para incentivar a doação...

Para incentivar a doação de sangue, estudantes formam a maior gota de sangue do mundo. Foto: AP
Cerca de 3 mil estudantes sul-coreanos, da Baekseok University, tiveram uma ideia diferente para chamar a atenção do mundo para a causa da doação de sangue. Nesta quinta-feira (23), eles se posicionaram em um formato de uma enorme gota de sangue em um resort na cidade de Pyeong Chang, na Coreia do Sul. As informações são da agência Associated Press.
A ação foi realizada em parceria com a Cruz Vermelha. Além de incentivar a doação, os estudantes tinham o objetivo de formar a maior gota de sangue do mundo e entrar para o Guinness Book.
Fonte: Site Terra

24 de fev de 2012

Lanchinhos saudáveis para hidratar Lanchinhos saudáveis para hidratar


Calor, mil atividades em paralelo e mais calor... Parece difícil conseguir manter uma alimentação equilibrada durante os dias quentes, principalmente no Carnaval. Muitas vezes nos falta até apetite e, assim, prejudicamos o corpo com deficiência de minerais e vitaminas.
Consumindo lanches saudáveis que podem substituir uma refeição ou pequenos lanchinhos para fazer durante o dia, podemos ganhar energia para poder aproveitar o melhor que a estação do calor tem a oferecer. Delicie-se e ainda ganhe saúde!
Experimente:
Para substituir uma refeição como almoço ou jantar

  • Sanduíche Mediterrâneo

1 tomate firme para salada
1 mussarela de búfala média ou 3 fatias de queijo branco
1 colher de sobremesa de azeite
Sal e pimenta do reino à gosto
1 colher de sopa de manjericão picado e 2 folhinhas para decoração
2 azeitonas pretas picadinhas
2 fatias de pão integral light torrado
Montar em camadas: tomate (polvilhar o sal e a pimenta do reino), queijo mussarela ou branco, tomate, queijo, tomate, queijo e por último o tomate. Cobrir com o molho (misturar o azeite com o manjericão) e enfeitar com as folhinhas de manjericão. Colocar a fatia de pão no prato e as azeitonas por cima. O tomate é rico em licopeno, que é um poderoso antioxidante. Combate os radicais livres e contribui para uma pele bonita.

  • Atum refrescante

(Quem for comer fora, pode levar em uma frasqueira térmica)
2 colheres de sopa de atum em lata (se for em óleo escorrer bem, ou preferir o atum em água)
1 colher de sopa de maionese light
1 colher de sopa de cenoura ralada
1 palmito bem picadinho
1 colher de sopa de pepino picado
1 azeitona verde picadinha
Sal e cheiro verde a gosto
Preparar o patê misturando os ingredientes e passar no pão. O atum é rico em ômegas. Protege o coração e combate o colesterol elevado.

  • Sanduíche tropical

1 baguete ou 1 pão francês
Folhas de rúcula
1 colher de sopa de azeite
1 fatia de manga cortada em cubinhos
2 fatias de queijo branco ou 2 sticks de kani kama
sal a gosto
1 colher de sobremesa de maionese light
Passar a maionese light no pão, colocar as folhas de rúcula e temperar com sal e ao azeite. Colocar o queijo branco ou o kani kama e a manga em cubinhos. A manga contém fibras que saciam e liberam glicose lentamente, dando energia prolongada e sem comprometer a cintura! E a rúcula é rica em sais minerais (para quem o sabor for muito acentuado, misturar com alface americana).

  • Crepe Sofisticado

Massa:
125 g de farinha (cerca de 1 xícara de chá + 1 colher de sopa cheia)
2 ovos
1 xícara de leite
1 pitada de sal
Manteiga (em quantidade suficiente)
Recheio:
1 bandeja de cogumelos frescos ou 1 vidro grande em conserva
1 vidro de palmito picadinho
Pimenta do reino a gosto
8 fatias de queijo mussarela
Queijo ralado à gosto
Mostarda dijon
Sal de trufas (opcional)
Flor de sal (um tipo de sal "crocante" para temperar a salada ou polvilhar um pouquinho sobre o crepe já montado)
Massa:
Bater com o batedor ou no liquidificador todos os ingredientes e depois esquentar a frigideira, colocar um pouco de manteiga, espalhar e depois jogar para cima ou virar no prato para dourar os dois lados. Fazer com a massa toda (dá cerca de 7 a 8 massas).
Recheio:
Colocar o cogumelo fresco em água fervente, depois escorrer, cortar em fatias e refogar com um pouco de manteiga, pimenta do reino moída e sal (quem quiser pode colocar o sal de trufas, que é especial e bem aromático)
Misturar o palmito picadinho (quem for fazer com o cogumelo em conserva só não precisa aferventar antes).
Na frigideira, colocar a massa, colocar um pouco de mostarda dijon, 1 fatia de queijo, o recheio de cogumelo com palmito e um pouco de queijo ralado. Fechar o crepe no meio e esperar o queijo derreter. Repetir o processo com todas as massas, e vá servindo quente. Bom apetite!
Sugiro acompanhar uma salada verde com alface americana, agrião, tomate cereja com azeite, sal (ou flor de sal) e limão ou aceto balsâmico.
Os cogumelos são ricos em proteínas, que trabalham na renovação celular e no sistema imunológico.
Opções para lanchinhos
Para a manhã são boas opções refrescantes e nutritivas:

  • Sucos do tipo "smothies"

"Smothie rosado": Meio pote de iogurte natural desnatado ou sabor de morango bater com meia polpa congelada (de morango, ou framboesa ou mirtilo), meio copo de leite desnatado e adoçante a gosto. Bater tudo no liquidificador e pronto. Rico em cálcio, previne a osteopenia (perda do cálcio) e a osteoporose (osso poroso, perigoso para fraturas).

  • "Falso Lassi"

O lassi é uma bebida tradicional indiana, esta versão é modificada...Bater uma fatia de manga, meio copo de iogurte natural desnatado, meio copo de leite, uma pitada de canela e uma pitada de cardamomo (uma especiaria especial que dizem ter poderes afrodisíacos...)
Opções para a tarde:
Podemos aproveitar e curtir um sorvete de fruta (mata a vontade de docinho e descansa a mente) ou um bom frozen iogurt. Só não vale colocar muitos recheios e caldas, pois comprometerá a leveza!
Outras ideias e preparar um suco tropical. bata no liquidificador uma banana nanica ou prata pequena com meio copo de leite, gelo, adoçante ou açúcar a gosto (pode nem ser necessário) e uma colher de sopa cheia de suco de maracujá concentrado.
Antes de dormir:
Experimente bater meio pote de iogurte natural com uma tigelinha de gelatina (pode ser light) já pronta. Fica delicioso e parecendo mousse.
Fonte: Revista Personare

Curso Cuidadores de Idosos


Curso de Cuidadores de Idosos 

Informações:
Impacto Escola de Saúde
Rua Halfeld, 613 - Centro (Galeria Constança Valadares 3º andar)
Telefone:             (32)3213-3065      

Ministrado por:
Enfermeira/Professora: Ana Paula Moreira Campos

Publico Alvo:
O Curso é uma oportunidade para os Cuidadores de Idosos se capacitarem teoricamente e adquirir conhecimentos básicos sobre gerontologia (ciências que estuda o envelhecimento humano).

1 – Objetivo Geral:

Capacitação para Cuidadores de Idosos.
 

23 de fev de 2012

Além de degradar substâncias tóxicas, o órgão desempenha cerca de cinco mil funções vitais. O problema é que, cultivando maus hábitos, colocamos em risco tantos benefícios.

O fígado merece o crédito de órgão auxiliar do sistema digestório, já que sua atuação é fundamental para garantir a absorção de vitaminas e minerais. Além disso, é ele quem separa, no sangue, o que o corpo tem condições de aproveitar do que é lixo tóxico e, portanto, precisa ser eliminado o mais rápido possível.
Mas o status de ajudante do intestino não faz justiça à tremenda importância desse trabalhador incansável para o restante do corpo humano. "O órgão é responsável por várias outras funções, como a síntese de diversas proteínas, a produção de fatores de coagulação sanguínea e de substâncias que nos ajudam a neutralizar a ação de agentes agressores, causadores de doenças", explica o hepatologista Raymundo Paraná, presidente da Sociedade Brasileira de Hepatologia. Como se não bastasse, o fígado ainda conta com muitas outras atribuições. "O órgão também responde pela destruição das hemácias mais antigas, pelo armazenamento e liberação de glicose no sangue e pela produção de colesterol", complementa o hepatologista Luiz Augusto Carneiro D'Albuquerque, diretor do Serviço de Transplante e Cirurgia do Fígado do Hospital das Clínicas (SP).

ACERTE NO CARDÁPIO! 
Confira as dicas da nutricionista Fernanda Tínel, da Santa Casa de Misericórdia (SP), para usar a dieta a seu favor. Aposte nestes alimentos:
Verduras, legumes, frutas e cereais integrais. Além de fibras, esses alimentos trazem ao organismo vitaminas e sais minerais que são essenciais para o processo de desintoxicação que ocorre no fígado.
Certas substâncias favorecem a fluidez da bile, facilitando seu transporte para fora do fígado, onde será utilizada no processo de metabolização das gorduras. São elas: colina (encontrada na lecitina de soja e no fígado), a betaína (encontrada na beterraba), a metionina (cereais integrais), a vitamina B6 (nozes, gérmen de trigo, lentilha), ácido fólico (feijão, pão integral, brócolis, tomate e espinafre), vitamina B12 (salmão e ovos).
Outros compostos facilitarão a desintoxicação realizada pelo fígado. É o caso do betacaroteno (vegetais de tonalidade amarelo/alaranjada e verdes-escuro), da vitamina C (frutas cítricas), da vitamina E (óleos de gérmen de trigo ou girassol, oleaginosas, como a castanha-dobrasil, a amêndoa e a avelã) e das vitaminas do complexo B (atum).

A despeito de cumprir religiosamente com tantos encargos, é sabido que as doenças relacionadas ao fígado se tornam frequentes. Estamos falando das hepatites B e C e das cirroses desencadeadas por abuso de álcool e pelo excesso de gorduras na alimentação. "A gordura acumulada é o que chamamos de esteatose hepática, uma doença que pode evoluir para a inflamação do órgão e para a formação de fibroses que prejudicam seu funcionamento. Essas fibroses podem se transformar em nódulos, caracterizando a cirrose. Assim, aumentam as chances de câncer de fígado", explica a hepatologista Cláudia Oliveira, professora da Faculdade de Medicina da USP.

BEM RELACIONADO 
O fígado é um dos cinco órgãos vitais e, para dar conta de seu trabalho, interage continuamente com os demais.
1. O fígado filtra o sangue a uma velocidade de 1,5 litro por minuto e os nutrientes processados pelo órgão são imediatamente enviados para o coração pela veia cava inferior e, de lá, seguem viagem para o restante do corpo, para serem absorvidos onde houver necessidade.
2. Caberá ao fígado, ainda, reconhecer as substâncias tóxicas do sangue - como drogas, venenos, álcool - para, a seguir, catabolizá-las, isto é, quebrá-las em moléculas menores, que poderão permanecer armazenadas no próprio fígado, ou ser excretadas pelos rins, pele ou pulmões.
3. Na vesícula, a bile produzida pelo fígado é armazenada até que o intestino precise dela, para digerir as gorduras e absorver adequadamente as vitaminas A, D, E e K.
4. O fígado é o único órgão irrigado por duas fontes. os nutrientes absorvidos no estômago e intestino delgado chegam até ele pela veia porta. Pela artéria hepática, o fígado recebe oxigênio do sangue, para alimentar suas células.


Gordura acumulada
A esteatose hepática é a doença crônica mais comum entre as que atingem o fígado e estima-se que sua prevalência, no país, gire em torno de 20% a 30% da população.
O número de pacientes com esse diagnóstico vem aumentando e boa parte deles sequer desconfia dos perigos a que está exposto. "Habitualmente, as doenças hepáticas evoluem por décadas sem qualquer sintoma específico. Isso dificulta muito o diagnóstico precoce", alerta Paraná.
A longo prazo, o problema pode refletir no aparecimento de edemas, inchaços nas pernas, ou de ascite, que é a retenção de líquido no abdome. Ao mesmo tempo, o paciente que sofre de uma insuficiência hepática perderá massa muscular e gordura. "Mas esses sinais só são notados quando o órgão já está muito debilitado", diz Cláudia.
Em geral, a doença é detectada durante os exames anuais de check-up. "A gordura acumulada no fígado pode ser vista num ultrassom de abdome. No entanto, a imagem não é suficiente para apontar se já existe um processo inflamatório em curso, dado que o médico colherá por meio de um exame de sangue específico e que só poderá ser confirmado pela biópsia hepática. Mas trata-se de uma avaliação que fazemos caso a caso", explica a hepatologista Marta Deguti, coordenadora do Projeto Jovem Gastro da Federação Brasileira de Gastroenterologia.
As causas da doença ainda não estão muito bem explicadas. De qualquer forma, já se sabe que há uma relação direta entre o aparecimento da esteatose e os quadros de obesidade. "Pessoas que estão na faixa de sobrepeso ou obesas e que acumulam gordura principalmente na região do abdome estão mais propensas a sofrer de esteatose hepática. Da mesma forma, pacientes que apresentam resistência à insulina, diabetes, colesterol alto e hipertensão fazem parte do grupo de risco", alerta Marta.
A chave para manter o órgão saudável é a mudança alimentar. Evite os grandes vilões como alguns cortes de carne vermelha e a manteiga
O que você pode fazer
Felizmente, é possível minimizar as chances de debilitar o fígado. E a chave para o sucesso no tratamento é a mudança de hábitos, principalmente os alimentares. No cardápio, os grandes vilões são os alimentos ricos em gorduras saturadas, principalmente as fontes de gordura animal, como alguns cortes de carne vermelha e a manteiga. "Os carboidratos simples e os doces também precisam ser controlados", recomenda Cláudia.
No mais, é interessante controlar o consumo de medicamentos e até mesmo chás fitoterápicos, já que todas essas substâncias são metabolizadas no fígado e podem obrigá-lo a trabalhar muito além de sua capacidade. "Alguns chás, apesar de serem vendidos como produtos naturais, podem lesionar o fígado, por conterem substâncias que são tóxicas", alerta Luiz Augusto D'Albuquerque.

8 boas razões para mudar seus hábitos
1. O fígado ajuda a regular as taxas de açúcar no sangue, armazenando carboidratos na forma de glicogênio, um tipo de estoque de energia que o corpo acessa quando estivermos executando uma atividade física extenuante.
2. É ele quem permite a absorção de vitaminas e sais minerais, como a vitamina A, D, E e K, o ferro e o cobre. 
3. O órgão é responsável pela degradação de substâncias tóxicas contidas no sangue, como álcool e outras drogas. 
4. Fabrica 70% do colesterol que circula pelo nosso organismo, gordura que é fundamental para o transporte de diversas substâncias no corpo.
5. Produz a bile, enzima que atua no intestino e que ajuda a digerir gorduras e a absorver algumas vitaminas. 
6. Funciona como uma reserva de sangue e ajuda o corpo a se recompor no caso de uma hemorragia severa. Na verdade, o fígado tem capacidade para armazenar 1/4 do total desse fluido que circula pelo organismo. 
7. Participa da produção de diversas proteínas importantes, que estão relacionadas a fatores imunológicos e de coagulação sanguínea. 
8. Destrói os glóbulos vermelhos que estão envelhecidos ou que se encontram em condições anormais.

Fonte: Revista Viva Saúde 

Câncer de Boca


Esse foi um dos objetivos de um projeto realizado no Ceará e finalista na categoria Políticas Públicas do Prêmio SAÚDE 2011. "Criamos o programa porque estávamos cansados de receber pacientes com a doença avançada a ponto de não ser possível operar", explica Fabricio Bitu, professor da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Ceará e coordenador da força-tarefa idealizada para conter o avanço da doença no estado. "Esses tumores são comuns em pessoas de baixa instrução e renda, com dificuldade de acesso aos serviços de saúde", continua o dentista.

A solução foi criar uma rede de diagnóstico e rastreamento que, desde 2006, reúne especialistas também da Universidade de Fortaleza, da Secretaria Estadual de Saúde, do Conselho Regional de Odontologia e da Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza — e já atendeu mais de 20 mil pessoas.

A equipe é formada por dentistas de especialidades como patologia, cirurgia, epidemiologia, além de cirurgiões médicos e estudantes. Os profissionais identificam as áreas cearenses mais impactadas pela doença, levam aos moradores dessas regiões informações sobre os fatores que provocam o mal, ensinam medidas de prevenção e realizam exames detalhados. Quando necessário, os pacientes são encaminhados para as grandes cidades, em especial Fortaleza.

O time cearense tem foco ainda no treinamento de dentistas da rede básica de saúde. Afinal, visitas regulares ao consultório desses profissionais não devem servir apenas para verificar o estado dos dentes, mas para procurar sinais que denunciem a presença de tumores. Quanto mais cedo o câncer for diagnosticado, menor será a área retirada pela intervenção cirúrgica indicada para esse tipo de neoplasia. Daí que iniciar logo o tratamento diminui as complicações que a doença costuma provocar na fala, deglutição e respiração.

Informar para prevenir
Auto exame:

Uma dieta equilibrada é arma essencial nessa luta, lembra Luiz Paulo Kowalski, cirurgião oncológico do Hospital A.C. Camargo, na capital paulista. "O consumo de frutas e verduras protege contra o câncer", diz o médico. "Por outro lado, pessoas que comem churrasco ou carne grelhada mais de quatro vezes por semana têm maior risco de desenvolver a doença." A justificativa está na fumaça, cujos agentes cancerígenos ficam impregnados na carne. Não é o caso de limar da agenda o famoso churrasquinho com os amigos — o segredo está no equilíbrio. Outro fator que conta, e muito, para fechar as portas aos agressores é não se descuidar da higiene. Escova e fio dental, já se sabe, precisam entrar em ação pelo menos três vezes ao dia. "Mas é preciso evitar o uso indiscriminado de enxaguatórios bucais com álcool na fórmula. Eles podem disparar o problema", alerta Kowalski.

O exame clínico ainda é a melhor forma de flagrar alterações que podem ser sinal de perigo, mas pesquisadores buscam na tecnologia um apoio para a tarefa. Na Universidade de São Paulo, por exemplo, está em teste há um ano um aparelho chamado Velscope (Visually Enhanced Lesion Scope). "Ele é um coadjuvante no diagnóstico", apressa-se a dizer Celso Augusto Lemos Júnior, que supervisiona o trabalho e é presidente da Sociedade Brasileira de Estomatologia. "Os feixes luminosos emitidos pelo equipamento ajudam na avaliação e são eficientes na demarcação da área onde a biópsia deve ser feita."

O mais importante da pesquisa, na opinião de Celso Lemos, é jogar luz sobre o assunto para reforçar a prevenção: apagar o cigarro de vez, diminuir o consumo de álcool e usar protetor labial, evitando os estragos da ação do sol. Já para vencer um dos protagonistas dessa história, o HPV, não tem acordo: sexo oral, só com camisinha. Até porque a vacina contra esse vírus, recomendada há algum tempo para garotas a partir de 9 anos, só recentemente foi aprovada também para meninos. Ou seja, serão necessários anos até que os primeiros resultados apareçam. E não é nada esperto se expor ao inimigo quando se sabe a estratégia para fazê-lo recuar.


Sinais de alerta
É fundamental procurar o dentista ou o médico quando alguns sintomas persistem por mais de duas semanas. Os mais comuns são lesões e feridas que não cicatrizam, manchas esbranquiçadas ou avermelhadas na gengiva e na língua e carocinhos nas bochechas. Atente também para a dificuldade para mastigar e engolir. 

Que áreas da cavidade oral podem ser afetadas?
Os tumores são mais frequentes na língua, no assoalho (embaixo da língua) e no palato, o céu da boca. Mas eles ocorrem também nos lábios, na mucosa, na gengiva e nas amígdalas. 

Sorriso bonito contra o mal
Traumas crônicos, provocados por dentes fraturados e próteses mal adaptadas, aumentam o risco de tumores. E estudos mostram que as bactérias envolvidas na doença periodontal, que ataca a gengiva, facilitam a ação de substâncias cancerígenas. Portanto, a boa escovação também previne esse câncer.

Números da doença

• No Ceará, de 5 a 10 novos casos são diagnosticados por semana

• Esse tipo de câncer é o 4º mais frequente na Região Nordeste (6/100 mil)

• O fumo é responsável por cerca de 42% de mortes pela doença

• Segundo estimativas do Inca, o Brasil terá 14 170 casos da doença em 2012, sendo 9 990 em homens e 4 180 em mulheres

• A combinação de álcool e cigarro aumenta em 30 vezes o risco de desenvolver a doença

Fonte: Revista Saúde

13 de fev de 2012

Os benefícios do óleo de coco para sua saúde


Os benefícios do óleo de coco para sua saúde

O óleo de coco é obtido a partir da prensagem da carne do coco maduro, que pode ser fresco ou seco. É rico em substâncias antioxidantes e apresenta propriedades funcionais, conferindo diversos benefícios à saúde.



O óleo de coco pode auxiliar no emagrecimento devido ao seu efeito termogênico, que aumenta o gasto energético do organismo, além de causar saciedade. Auxilia também na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares.

Além de sua ingestão ser benéfica ao organismo, o óleo de coco também pode ser utilizado com finalidades cosméticas sem conservantes e/ou substâncias químicas alergênicas.

Garante o aporte de antioxidantes na pele, atua como excelente hidratante, promove melhora da elasticidade cutânea, confere à pele uma aparência mais jovem e sadia e reduz danos capilares em diversos tipos de cabelos. Pode ser massageado diretamente sobre a pele, diariamente, principalmente para peles mais secas. Seu uso também é sugerido para prevenção de estrias que ocorrem por conta da gestação.

De uma maneira geral, não possui contraindicações quando consumido em uma quantidade de 30-45ml/dia (2 a 3 colheres de sopa).


Recomenda-se começar seu consumo com uma pequena quantidade (equivalente a ½ colher de sopa) e ir aumentando o consumo gradualmente. O consumo excessivo pode levar a enjôo e mal estar.

Pode também ser utilizado para finalizar pratos quentes. É o tipo ideal de óleo para dar sabor e aroma suaves a pratos como arroz e peixes.

Dica de uso: substitua a manteiga nas pipocas pelo óleo de coco e adicione em preparações frias, como saladas, sucos, shakes, misturado à granola, iogurte, salada de frutas etc.

Curso Cuidadores de Idosos

Curso de Cuidadores de Idosos 

Informações:
Impacto Escola de Saúde
Rua Halfeld, 613 - Centro (Galeria Constança Valadares 3º andar)
Telefone:             (32)3213-3065      

Ministrado por:
Enfermeira/Professora: Ana Paula Moreira Campos

Publico Alvo:
O Curso é uma oportunidade para os Cuidadores de Idosos se capacitarem teoricamente e adquirir conhecimentos básicos sobre gerontologia (ciências que estuda o envelhecimento humano).

1 – Objetivo Geral:

Capacitação para Cuidadores de Idosos.