23 de jul de 2012

As mudanças no corpo da mulher durante a gravidez


O que muda no corpo da mulher a cada trimestre e os principais sintomas da gestação. O corpo da mulher começa a se preparar para o crescimento do embrião logo após a fecundação. As mudanças, no entanto, só são visíveis algumas semanas depois. Saiba como o corpo da mulher vai se comportando ao longo de cada e quais são 
os principais sinais da gestação.

Primeiro Trimestre

Sono e falta de disposição:
É culpa do betaHCG, hormônio específico da gravidez, que faz o ritmo do corpo diminuir. Tendem a desaparecer a partir do segundo trimestre.
Intolerância olfativa:
A grávida fica mais sensível aos cheiros e pode ter intolerância a alguns em particular. Pode perdurar até a 20ª semana.
Alteração no paladar:
A mulher pode manifestar preferências alimentares estranhas ou diferentes daquelas a que está habituada.
Manchas na pele:
São denominadas melasmas. Podem aparecer principalmente no rosto, nas axilas e nas pernas e tendem a desaparecer no final da amamentação. Podem ficar mais evidentes no fim da gravidez. A gestante deve usar protetor solar durante as 40 semanas, para evitar o aparecimento de novas manchas.
Seios inchados e sensíveis:
O aumento nos seios é um dos primeiros sintomas, percebido logo nas primeiras semanas. A progesterona, o hormônio da gestação (betaHCG), e a prolactina estimulam o aumento das glândulas mamárias.
Fome:
Sem dúvida a fome aumenta, mas a mãe não deve “comer por dois”. O ideal é fracionar e se alimentar mais vezes ao dia em menor quantidade.
Cólica:
É a mesma sensação de quando a mulher está para menstruar, uma ligeira dor na região do útero.
Enjoos:
São mais comuns nas primeiras semanas e podem durar até o fim do terceiro trimestre. Estão relacionados aos níveis de betaHCG no sangue. Em gestações de gêmeos, com o nível mais alto desse hormônio, a mulher enjoa mais.
Abdome:
Ligeiro aumento no baixo-ventre, como se a barriga estivesse estufada.


Segundo Trimestre

Linea nigra:
É nessa fase que aparece essa linha escura que passa pelo meio do abdome. Mas nem todas as mulheres a desenvolvem.
Escurecimento das aureolas;
Os mamilos e os genitais tendem a ficar mais escuros nessa época. O responsável é o betaHCG, o hormônio da gravidez. A cor volta ao normal depois do parto.
Alteração na postura:
O volume da barriga muda o centro de gravidade do corpo, fazendo com que a mulher afaste as pernas e jogue o tronco para trás.
Azia e queimação:
Aparecem por volta da 20ª semana e podem piorar no final da gestação. O estômago é comprimido, causando refluxo e a sensação de azia e queimação no estômago.
Intestino preso:
As alterações hormonais mudam o funcionamento do intestino, gerando prisão de ventre. A dica é tomar muita água e aumentar a ingestão de fibras.
Inchaço:
Na metade do segundo trimestre, lá pela 20º semana, a mulher pode apresentar inchaço nas pernas e nas mãos. A progesterona é o hormônio responsável pela retenção de líquidos, juntamente com o aumento do volume abdominal.

Terceiro Trimestre

Inchaço acentuado:
Se deve ao aumento na quantidade de líquido retido no corpo, o que faz com que  o sangue fique mais diluído.
Dificuldade respiratória:
A chamada dispneia é causada pelos hormônios da gravidez, que atuam no diafragma da gestante.
Frouxidão das articulações:
O aumento no líquido corporal também causa efeito nos ligamentos, tornando-os mais “frouxos”. A grávida perde a pisada firme e por isso o uso de salto alto não é recomendado.
Incotinencia urinária:
É uma situação comum no final da gravidez. O bebê pressiona a bexiga e um esforço maior pode levar à perda de urina.
Hemorroidas e varizes:
Para levar sangue suficiente ao bebê, há aumento na formação e na dilatação dos vasos sanguíneos. Com isso, surgem as varizes e as hemorroidas.


            

Fonte: Mudanças na Gravidez revisado por Ana Paula Moreira Campos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário