30 de set de 2011


O COLESTEROL
As gorduras do sangue - os lipídios - são compostos principalmente pelo Colesterol, o HDL Colesterol (chamado de o bom colesterol), o LDL Colesterol (chamado de o mau colesterol) e os Triglicerídios.
A Associação Médica Americana insiste em que os níveis de colesterol normais se situem abaixo de 200 mg % e que o HDL Colesterol esteja acima de 35 mg %.
A Tabela do Massachusetts General Hospital de Boston adota como níveis normais, para as diferentes idades, a tabela abaixo: 
COLESTEROL TOTAL
Menos de 29 anosabaixo de 200 mg %
de 30 até 39 anosabaixo de 225 mg %
de 40 até 49 anosabaixo de 245 mg %
acima de 50 anosabaixo de 265 mg %


PARA O HDL COLESTEROL DÃO COMO VALORES NORMAIS
Homensde 30 a 70 mg %
Mulheresde 30 a 90 mg %


PARA O LDL COLESTEROL
homens e mulheres50 a 190 mg %



OS RISCOS DE DOENÇA CARDIOVASCULAR RELACIONADOS AOS ÍNDICES DOS NÍVEIS DE LIPÍDIOS NO SANGUE, FORMULADOS PELA AAM AMERICANA SÃO: 
Colesterol menor do que 200 mg % e HDL Colesterol maior do que 34 mg %.
Se não houver outros fatores de risco, a chance de doença cardiovascular é relativamente pequena. Essa pessoa deve repetir os exames a cada 5 anos e deverá seguir as recomendações para prevenir as doenças cardiovasculares. 
Colesterol menor do que 200 mg % e HDL Colesterol maior do que 35 mg %.
Primeiro, deve verificar o LDL Colesterol e falar com o seu médico sobre qual a conduta a seguir. Segundo, controlar os outros fatores de risco e terceiro, aumentar a sua atividade física.
Colesterol entre 200 e 239 mg % e HDL Colesterol acima de 34 mg % e menos do que dois fatores de risco.
Essa situação pode duplicar as chances de ter doença cardiovascular. Os incluídos nesse grupo devem primeiro corrigir os outros fatores de risco; segundo, controlar o colesterol a cada dois anos e terceiro, basicamente, procurar modificar a sua dieta e aumentar sua atividade física. Nem todas as pessoas que têm esses níveis estão realmente ameaçadas de doença cardiovascular. Fale com o seu médico a respeito disso.
Colesterol total de 200 a 239 mg %, HDL Colesterol menor do que 35 mg % e mais do que dois fatores de risco.
Nesse caso a pessoa pode ter uma chance dobrada de doença cardiovascular assim como as pessoas com menos de 200 mg %. Deverá verificar o LDL Colesterol e falar com o seu médico, que o orientará sobre os controles e as medidas a seguir. Também deverá controlar os outros fatores de risco, corrigir a dieta e aumentar a atividade física.
Colesterol acima de 240 mg %.
O risco de doença cardiovascular é grande e maior ainda, se tiver outros fatores de risco. Deverá verificar o LDL Colesterol e mostrar ao seu médico que vai interpretar os exames. O seu médico irá orientá-lo para reduzir esse e os outros fatores de risco.


Como Corrigir o Fator de Risco Colesterol
Nos Estados Unidos, o número de pessoas vitimadas por doenças cardiovasculares está diminuindo de ano para ano, graças a correções dietéticas que as pessoas estão adotando.
Para corrigir seus hábitos alimentares procure saber o que são gorduras saturadas (elevam o mau colesterol (LDL)) e não saturadas (não elevam o colesterol)
GORDURA SATURADA
As gorduras saturadas são a principal causa da elevação dos níveis sangüíneos de Colesterol.
A principal fonte dessas gorduras vem dos animais e de certas plantas. Recomenda-se não ingerir mais do que 200 mg por dia de Colesterol e não mais do que 30 % da ingestão de calorias por dia oriundas de gorduras, com menos de 7% vindo de gorduras saturadas.
Aí se incluem carne de gado, gordura de gado, porco, sebo, manteiga, nata, leite, queijo e outros alimentos derivados do leite. São todos alimentos que contêm colesterol e gorduras saturadas.
Das gorduras de plantas estão incluídas o gordura de coco, azeites tropicais, manteiga de cacau.
GORDURAS HIDROGENADAS
A hidrogenação das gorduras ocorre durante o seu preparo industrial, o que acontece, por exemplo, com a margarina.
GORDURAS NÃO SATURADAS (POLI E MONO)
São geralmente encontradas em gorduras líquidas obtidas de vegetais.
Entre os poli não saturados estão o óleo de sésamo (ou gergelim), girassol, milho, soja, nozes e sementes.
Entre os mono não saturados estão o óleo de canola, amendoim, abacate e o azeite de oliva.
As gorduras não saturadas ajudam a diminuir os níveis de colesterol do sangue quando são usadas na alimentação, como substitutos das gorduras saturadas. Mesmo as margarinas preparadas com essas gorduras devem ser usadas com moderação. A saturação das gorduras não saturadas, pela industrialização, visando torná-las mais espessas, torna-as tão prejudiciais quanto as gorduras saturadas in natura. As gorduras não saturadas também se saturam pelas altas temperaturas ( frituras).
Seguir as recomendações básicas abaixo: 
 
Use óleos naturais, não hidrogenados, tais como de canola e azeite de oliva.
Procure alimentos industrializados produzidos com gorduras não saturadas.
Use margarina como substituto de manteiga, mas procure as margarinas líquidas ou cremosas em vez das mais duras. Procure as que contenham menos de 2 g de gordura saturadas por colher de chá e que, na composição, os azeites líquidos sejam predominantes.
Evite batata frita, sonhos e biscoitos.
Evite os alimentos gordurosos.
Evite os alimentos industriais e comerciais fritos e confeitados por serem ricos em gorduras.
Evite as refeições rápidas e frituras.

Fonte: ABC da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário